O caderno Ela publicou em reportagem: “Tunisiano por acaso, com cara de oficial do Império Britânico (não é só a cara: na verdade, ele é!), Tom Dixon tem o céu como limite no mundo do design. Este ano, só deu ele. Projetou um restaurante parisiense, o Éclectic, inaugurado em janeiro no centro comercial Beaugrenelle; decorou todo o interior do Mondrian Hotel, aberto às margens do Tâmisa, em Londres, em setembro; e há poucos meses reabriu sua loja na capital britânica — numa casa dos anos 70, onde cada um dos sete ambientes é inspirado em um cômodo residencial. Ah! E foi eleito o designer do ano pela Maison & Object, em Paris. Dixon está no Rio, hoje, para lançar sua nova coleção, Club, com acessórios, mobiliário e luminárias inspirados nos elegantes “clubes de cavalheiros” do século XVIII. Antes, ele, que já veio duas vezes ao Brasil, passou por Cidade do México, Bogotá, Lima, Santiago e São Paulo”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Ela/Reportagem: Suzete Aché/25/10/14