O Jornal de Bairros O Globo Barra publicou em matéria: “Se os nomes americanizados da Barra podem levar a crer que no bairro imperam réplicas de obras da terra do Tio Sam, os grandiosos  projetos arquitetônicos mostram que, em matéria de design, o bairro é cosmopolita, um celeiro de projetos ousados, inspirados no que está em voga em diferentes partes do mundo. São exemplos a ponte estaiada da Linha 4 do Metrô (Ipanema – Barra da Tijuca), ideia do arquiteto espanhol Santiago Calatrava; e a Cidade das Artes, criada pelo francês Christian Portzamparc e inspirada em outros trabalhos assinados por ele, como a Cidade da Música, em Paris, e o Museu Hergé, na Bélgica. — A arquitetura feita aqui é para gerar provocação, uma novidade máxima com destaque na paisagem, como o arquiteto Lelé (João Filgueiras  Lima) fez no (hospital) Sarah eo Christian de Portzamparc, na Cidade das Artes. Na tentativa  de inovar, temos bons exemplos como o Sheraton Barra, o O2 e o Centro Empresarial Mário Henrique Simonsen — atesta Celso Rayol, membro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e professor de Arquitetura da PUC-Rio”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Barra/ Reportagem: Mariana Müller/ 07/03/13