Nesse próximo sábado, dia 23 de julho, A Galeria Oriente inaugura a exposição “Todo Mudo é de Todo Mundo”   e no anexo da galeria também inaugura outra exposição do fotógrafo  Rogério Reis: “Ninguém é de Ninguém.

            A exposição “Todo Mundo é de Todo Mundo” propõe uma troca de lugares entre os nove artistas. Cada um deles produziu um trabalho como se fosse um dos outros artistas. Ana Carolina como se fosse Thiago Barros, Ana Dalloz como se fosse Paulo Marcos, Anna Kahn como se fosse Kitty Paranaguá, Fabio Seixo como se fosse Ana Dalloz,  Kitty Paranaguá como se fosse Walter Carvalho, Marco Antonio Portela como se fosse Anna Kahn, Paulo Marcos como se fosse Fabio Seixo, Thiago Barros como se fosse Marco Antonio Portela e Walter Carvalho como se fosse Ana Carolina Fernandes.  Já o trabalho do fotógrafo carioca Rógerio, “Ninguém é de Ninguém”,  é fruto da sua investigação de como a relação dos fotógrafos com os fotografados no espaço público mudou nas duas últimas décadas.

 Serviço:

Galeria Oriente –Rua do Russel 300/401, Glória, Rio de Janeiro

Exposição: 23 de julho de 2016  – 16h às 23 horas