Paulo Sérgio Duarte e Tunga

Foi um sucesso a abertura, no último dia 25, da exposição “Amilcar de Castro”, no MAM Rio. A mostra é uma grande retrospectiva da obra do importante artista plástico mineiro, que nasceu em 1920 e faleceu em 2002. Com curadoria de Paulo Sergio Duarte, a exposição ocupa o Salão Monumental e os Pilotis do Museu, com 62 obras produzidas desde a década de 1960 até 2001. Quatro esculturas, em grandes dimensões, feitas em aço cortén, estão na área externa do Museu. A mostra apresenta, também, esculturas menores, que estão no interior do Museu. Apesar de a grande maioria das esculturas ser feita em aço cortén, há ainda obras em mármore, granito, madeira e vidro.

Veja nas fotos de Paulo Jabur.