Artista carioca exibe pela primeira vez seu novo trabalho com materiais como gesso e resina. Na exposição monocromática, objetos na cor branca refletem sobre a história do espaço centenário, construído em 1820 para ser a Praça do Comércio da cidade-sede do império, e sobre a sensação de estranhamento e falta de pertencimento no mundo contemporâneo.

A partir do próximo dia 8 de outubro até 15 de novembro de 2015, a Casa França-Brasil apresenta a exposição “Fora Daqui”, que reúne trabalhos inéditos do artista carioca Barrão, feitos especialmente para o local. Com texto crítico assinado por Felipe Scovino, a exposição inaugura uma nova produção do artista nascido em 1959, que criou perto de 50 obras em gesso e resina na cor branca, moldados de objetos do cotidiano, juntando-os e modificando-os. Esta é a maior exposição individual institucional do artista, que tem uma trajetória de mais de trinta anos. No próximo dia 24 de outubro, um sábado, às 16h, haverá uma conversa pública com Barrão e Felipe Scovino.

até agora, Barrão passou a se interessar em explorar as fronteiras dos objetos e esculturas de uma maneira diversa da usada em seu conhecido trabalho com louça, em que encontrava bibelôs, partia e colava pedaços uns nos outros, criando figuras híbridas. Decidiu usar o gesso, o que alterou seu processo de criação. Fez moldes de objetos cotidianos de diferentes materiais – como vidro, plástico, metal, madeira e até mesmo comida – para criar suas esculturas de formas híbridas, todas com uma aparência uniforme ao final, brancas. Ao mesmo tempo, passou a pensar na exposição como um conjunto de obras, e não na reunião de peças individuais.

PERCURSO DA EXPOSIÇÃO

Na barraca que ocupará o centro do grande salão da Casa França-Brasil, as pequenas esculturas estarão dispostas em mesas e prateleiras de vidro, que também se deslocarão para fora da instalação. Em torno desta instalação, ocupando todo o perímetro, estarão mais quatro conjuntos de obras, todos em gesso ou resina: logo à entrada, o público verá um conjunto de quinze cavalinhos formando um trajeto em ziguezague; ao fundo, uma coluna de 2,80 metros de altura, formada por doze pés de lavatórios empilhados; em uma das laterais, sugerindo um acampamento, garrafas, um rádio com antena formada por um galho, lanternas e ossos; na outra lateral, um pequeno muro demarcando o espaço; sobre uma base de galões de água, hastes com espelhos irão refletir uma peça com uma lâmpada fria; em outro canto, um corpo de cachorro sentado, sem a cabeça, estará ligado a uma coluna de sete vasos e jarros empilhados de 2,80 metros de altura.

Serviço:

Exposição “Barrão – Fora Daqui”

Casa França-Brasil, Rio

Abertura: 8 de outubro de 2015, às 19h

Até 15 de novembro de 2015

24 de outubro de 2015, às 16h, conversa pública com o artista e o curador

Texto crítico: Felipe Scovino

Produção: Automatica

Realização: Casa França-Brasil /Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro/

Oca Lage Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, 20010-060, Rio de Janeiro

Terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Entrada franca

Telefone: 21.2332.5120

Bicicletário e restaurante no local

info@casafrancabrasil.rj.gov.br

www.casafrancabrasil.rj.gov.br

http://twitter.com/casafrbrasil /www.facebook.com/casafrancabrasil