Já estamos quase terminando nosso passeio virtual pelos ambientes do Casa Cor Rio, mas a mostra está só no início e vai até 19 de novembro, no Flamengo. Hoje, mais 4 ambientes para o leitor do Radar Decoração conhecer.

Home Office, de Ana Lila Denton e Juarez Farias Jr.

Peças de design contemporâneo contrastam com a arquitetura antiga do casarão. Uma área de trabalho, o Home Office pode também se transformar num lugar de encontro e bate-papo dos moradores do condomínio.  “Criamos um ambiente versátil, funcional e agradável”, diz Ana Lila Denton. Cinza lápis é o tom predominante, presente no papel de parede (Orlean) e nas cortinas em fios de seda. No mobiliário, design nacional: sofá carbono, da dupla Marcus e Rodrigo Ferreira, carrinho de chá, estante Code e banquinhos Philips, de Jader Almeida, e poltronas EVA. Um dos destaques é o painel com luminária, peça autoral do escritório Farias & Denton. Ele simula uma folha que se rasga e se destaca da parede, iluminando a mesa.

Loja da Casa, de Juliana Vasconcellos, Carlos Maia e Mateus Amanthea

A loja, com produtos da Casa Cor, tem uma atmosfera sofisticada, inspirada no glamour da coleção primavera-verão da Gucci 2012, que estampou em seus modelos a linguagem art decó dos edifícios novaiorquinos e a elegância fashion dos anos 20. O espaço é dividido em duas salas conectadas por vãos de passagem. A primeira possui uma paleta de cores frias (azul e prata), três estantes em lâmina noce, madeira ebanizada fosca e detalhes em folha de prata e inox, uma mesa Platner com pintura metalizada, um pequeno sofá cinza e um lustre em cristal. O piso é quase totalmente coberto por um tapete com listras em zigue-zague, em azul e gelo, que fazem alusão aos bordados dos vestidos da grife. O mesmo desenho está espelhado no tapete do segundo espaço, que tem listras em dourado, preto e gelo. Ali ficam quatro estantes e um balcão, com grafismo art déco, ambos em madeira ebanizada e pintura metalizada dourada.  Mesa e poltrona de Lalla Bortolini completam a decoração. Nos dois ambientes, cortinas de seda branca e duas fotografias de época da Vogue. Associada a esse backlight, a iluminação do teto, com luminárias AR70, está focada de forma a destacar os produtos da loja.
Joalheria, de Mariana Dorneles, Fillipi Sartori e Luciana Arnaud
O espaço faz homenagem a Mademoiselle Chanel e sua preciosa coleção de Alta Joalheria, toda em diamante, lançada há exatos 80 anos. Dividida em lounge e área de atendimento, a joalheria de Mariana Dornelles e Fillipi Sartori tem cores fortes, preto, azul turquesa e corten e móveis feitos especialmente para o espaço, como as mesas em aço com tampo de mármore preto, desenhadas pelos próprios arquitetos. As cortinas foram desenvolvidas com exclusividade pela Fina Flor em parceria com a designer gráfica Priscila Saboia,responsável por toda a estamparia do ambiente. Móveis vintage, forrados com veludo preto, funcionam como expositores de jóias. Sofá Less, de Maurício Lamosa, e tapetes de Regina Kato, que cobrem parte do piso tacão em cumaru lustrado, completam a decoração.  O teto rebaixado tem lâmpadas LED e halógenas embutidas. Na parede do lounge, o grafismo de joias pintado pela artista plástica Brigida Murtas ganhou iluminação em fibra óptica. No teto, lustre redondo em cristal da loja Geovana Regalli, de Gramado.
Relax Room, de Paula Costa e Patricia Bicaco
O Relax Room é um ambiente multifuncional, para atividades integradas de corpo e mente. Com cores claras e sóbrias e alguns toques de madeira, a sala ganhou uma pérgula inusitada no alto do teto. “Procuramos preservar algumas características do local, como o piso de madeira, o alisar da porta com a bandeira vitrô, a janela na cor original e o pé direito duplo”, diz a arquiteta Paula Costa. Um pórtico em laca azul escuro com dois rasgos verticais iluminados fazem a marcação da entrada. As paredes foram recobertas com papel palha estilizado e a Macieira, revestimento premiado, elaborado com os galhos que sobram das podas dos pomares, que antes eram queimados. No centro da cena, duas bases claras em mármore, uma para o futon e outra de apoio. Nas laterais das janelas nichos iluminados servem para guardar objetos. A iluminação quente e cênica permite controlar a intensidade da luz.
Fotos: Rodrigo Azevedo