Quem ainda não foi ao Casa Cor conferir as novidades do mercado de arquitetura e decoração pode acompanhar pelo Radar Decoração alguns detalhes de todos os ambientes da mostra.

Lavanderia, de Claudia Pimenta e Patricia Franco

O local escolhido pelas arquitetas foi justamente o que abrigou a rouparia do antigo Hotel Sete de Setembro. “A inspiração para o ambiente veio do mundo da moda. Usamos cores pastéis que estão em alta na coleção primavera-verão 2013, assim fugimos do tradicional branco, comum às lavanderias”, explica Claudia Pimenta. Nos revestimentos a dupla procurou ressaltar os tecidos e aviamentos que são usados na criação e confecção de roupas, como o papel de parede com estampa de fecho ecler, os pendentes feitos com tecidos de diferentes tramas e texturas, a tábua de passar com roupa estilizada, que foi “vestida para festa” com um pano especial e as bancadas em caesarstone com estampa de renda floral. ”Mantivemos o balaústre original em madeira que ajuda na circulação do ar”, diz Patrícia Franco.

Villa 90 Home, de Isabela Augusto de Lima

A arquiteta se inspirou no filme Maria Antonieta, de Sofia Coppola, com seus figurinos fashion e lindos cenários. “Criei um clima bem castelo de Versalhes para o meu ambiente, com alguns toques de design contemporâneo”, conta Isabela. No teto, lustre com pingentes cor de rosa, de Lalla Bortolini. Na parede, papel de Nina Campbel azul estampado com borboletas e flores coloridas. As mesmas borboletas e flores vão virar pequenas luminárias que pendem do teto, num trabalho realizado pelo artista plástico Diego Alvarez. Tudo muito delicado, para abrigar as peças de cerâmica da loja Villa 90 Home.
Business Center, de Julia Abreu e Marcia Müller
É o único espaço da Casa Cor que foi, de fato, quase todo restaurado. “Recuperamos o piso de tábua, as sancas e parte da parede com seus tijolos maciços originais”, conta Julia Abreu, especialista no assunto. O Business Center foi criado como um espaço voltado para o público corporativo e hoteleiro, inserido no atual momento da cidade, que se prepara para sediar a final da Copa do mundo de futebol e as Olimpíadas. “Nossa ideia é mostrar que uma área business pode ser aconchegante e que um local de trabalho em um hotel pode funcionar como se fosse nosso próprio escritório”, explica a arquiteta. Tons neutros tomam conta do ambiente, com predomínio do marrom, e materiais como madeira, couro e linho. Os móveis são todos de designers brasileiros, entre eles Carlos Motta, com suas cadeiras em madeira, como a Radar, e Jader Almeida, com seus móveis supercontemporâneos, como a mesa Asti lateral e a estante com escada Code.
Hostel Boutique, de Patricia Fiuza
Estão no estúdio, de 45 metros quadrados, jovens viajantes, mochileiros que rodam pelo mundo procurando diversão, mas não abrem mão do conforto e da tecnologia. “Para criar o ambiente me inspirei nos Hostels-Boutique, despojados, mas com requinte”, conta Patrícia Fiúza. Na sala, tapete com desenhos em alto-relevo, estante sob medida inspirada nos quadros de Mondrian e móveis de designers conceituados, como Marcus Ferreira (sofá Carbono), Jader Almeida (cadeiras Finn) e Paulo Mendes Rocha (poltrona Paulistano). Uma caixa de madeira em peroba abriga o banheiro e a cozinha, que tem geladeira retrô da Smeg e bancadas em vidro cinex. No mezanino, com acesso por uma escada de marinheiro, fica o quarto, com quatro colchões espalhados num grande tatame, como se fosse uma bicama.
Fotos: Rodrigo Azevedo