Segundo nota da coluna Gente Boa, “o acervo da Fundação Oscar Niemeyer — 10 mil documentos arquitetônicos, 8 mil registros fotográficos e uma coleção de textos — pode ser declarado patrimônio documental da humanidade, pela Unesco. A fundação, que agora tem Ana Lúcia Niemeyer (neta de Oscar) como presidente, vai submeter o material à aprovação do Programa Memória do Mundo, que identifica os mais valiosos conjuntos documentais do planeta. O resultado será divulgado em maio”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Segundo Caderno/ Gente Boa/ 11/03/13