A coluna do Ancelmo Gois publicou em nota: “Mais de cinco mil desenhos e plantas do arquiteto Oscar Niemeyer serão digitalizados e colocados à disposição do público em quatro meses. O trabalho, comandado pela Fundação Oscar Niemeyer, será bancado pelo Itaú Cultural e vai custar R$ 650 mil. Entre os documentos, estão as plantas que Niemeyer fez para o projeto do Aeroporto de Brasília. O projeto do grande arquiteto para o aeroporto acabou não saindo do papel. Apresentado em 1965, os militares acharam muito esquisito um aeroporto redondo”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: Globo/ Rio/ Ancelmo Gois/ 15/07/13