O Morar Bem trouxe em reportagem: “Com uma rotina que inclui gravações para novelas, em estúdios na Barra da Tijuca, e ensaios para o teatro, na Zona Sul, o ator e diretor Renato Livera queria um lugar que ficasse entre os dois pontos, para facilitar sua logística de trabalho. Um apartamento, talvez? Não… ele escolheu morar em uma casa com quintal na Ilha da Gigoia, uma área situada dentro da Barra que, segundo ele, o tira do caos urbano e favorece sua criatividade. — Para mim, que tenho a vida entre a Barra da Tijuca e a Zona Sul, morar aqui é economizar um bom tempo. Estando no comecinho da Barra, fico bem entre os dois lugares — conta o ator enquanto dedilha seu violão, sentando numa das redes da varanda da residência, cuja fachada consiste na mistura de pedras e madeira. — A Ilha é um cantinho especial onde você consegue ter todas as camadas sociais. Essa característica de comunidade, de contato com o vizinho é o que me atraiu. E também essa paz que é importante para quem trabalha com criatividade e tem que ler muito, que é o meu caso. Aqui, encontro calma em meio à rotina maluca, e isso ajuda no meu processo de criação. A casa ainda está em construção. Recém mudado, há três meses, Livera disse que faz questão de construir o lugar onde mora aos poucos e com sua personalidade. Para isso, apostou no uso de cores e na reutilização de materiais”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Morar Bem/Reportagem: Raphaela Ribas/01/06/14