O blog de Lu Lacerda divulgou em nota: “Na corrida da metragem quadrada nos grandes centros urbanos, o aproveitamento de espaço virou uma necessidade da maior importância; na mesma proporção que os espaços diminuem, a criatividade para esse aproveitamento aumenta. Quando se fala de futuro da moradia, fala-se de muitos caminhos, mas um, com certeza, sabemos que vai acontecer. Espaços menores, práticos e criativos, onde o morador, cada vez mais participante do seu lar, vai criar situações particulares e específicas para o seu uso. Aquela expressão americana “do it yourself” (faça você mesmo) é uma corrente de pensamento muito discutida entre os teóricos da arquitetura do futuro. A participação do morador no lar do futuro vai ser fundamental e, nos espaços cada vez menores e mais práticos, essa participação vai criar soluções individuais. Porém, apesar desse olhar para o futuro, a criatividade do profissional da arquitetura sempre terá o seu papel. Aproveitar cada espaço com técnica, criatividade e proporção é a grande função do arquiteto. A arquitetura naval é um excelente exemplo disso. Para mim, um dos melhores arquitetos dessa arquitetura é o argentino Herman Frez. Ele faz do interior de seus barcos verdadeiras obras de arte em soluções criativas. O interior de um barco a vela é o luxo dos luxos em termos de aproveitamento para pequenos espaços. Muitas dessas incríveis soluções reproduzimos dentro de casa. Eu, particularmente, adoro esse tipo de solução para o interior de uma casa. Pequenos espaços usados com criatividade fazem de uma casa pequena um espaço elegante, prático, agradável e agregador; afinal, a casa serve para nos dar conforto, acolher-nos e, principalmente, para nos receber com tudo de que gostamos ao nosso lado. Mostro lindas soluções para esses pequenos espaços”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/08/12/15

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-pequenos-grandes-espacos/