A coluna Jornal de Casa informou em nota: “Formada em hotelaria na Europa, onde morou por 18 anos, Fernanda Fehring voltou ao Rio de Janeiro disposta a investir na grande paixão: as flores. Ela monta esculturas naturais sob lâminas de vidro com orquídeas, suculentas e musgo. “Crio a composição no tamanho e nos tons desejados. Só não recomendo desloca-las”, avisa. O arranjo dura, em média, três semanas. Depois disso, as orquídeas podem ser replantadas numa árvore hospedeira, e as suculentas, em vaso”.Leia mais na Casa Claudia de janeiro.

Fonte: Casa Claudia/Jornal de Casa