O caderno Barra trouxe em reportagem: “É como juntar o útil ao agradável. O uso de peças de artesanato, confeccionadas em diferentes regiões do país, sempre foram uma boa opção para quem pretendia deixar a casa colorida e com aquele ar de brasilidade. E, com o dólar alto, as peças nacionais passaram a ter uma vantagem inegável sobre as importadas. O aumento do interesse de clientes pelo artesanato vem sendo percebido pelo arquiteto Jorge Nascimento. De acordo com ele, elementos tradicionais melhoram o projeto quando dividem espaço com outros mais modernos. — O artesanato anda muito em voga, também pelo aspecto econômico. Não digo que todas as peças de artesanato são baratas, mas geralmente elas têm um valor mais em conta. Tenho trabalhado muito com a questão da modernidade ao lado do rústico e do tradicional. Dá um belo resultado — afirma Nascimento”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Barra/Reportagem: Rodrigo Berthone/27/03/16