A artista plástica carioca Paula Klien leva a força e o encantamento do seu trabalho para o espaço batizado de “O Refúgio”, ambiente assinado pela arquiteta Adriana Esteves no CASACOR Rio 2021.

Os trabalhos apresentados pela artista carioca são nove digigrafias reunidas num único painel, formando um  conjunto, que ajuda o visitante a entrar no clima de refúgio que é a melhor tradução do momento atual, além de estimular o encontro consigo mesmo. 

Sobre a artista Paula Klien:

Paula Klien nasceu, vive e trabalha no Rio de Janeiro. Pesquisa o invisível trabalhando os acidentes no campo da espiritualidade, transcendência, silêncio e entrega. Inspirada na filosofia oriental milenar, utiliza água e nanquim para pintar papéis e telas de grandes dimensões. É artista representada em Berlim e em quatro estados brasileiros. Seu trabalho já foi exposto diversas vezes no Brasil e no exterior. Em Berlim, uma individual, quatro coletivas, incluindo uma no Deutsche Bank Finance e, participações na Positions Berlin Art Fair e Paper Positions. Nova Iorque, Buenos Aires na arteBA com a galeria Emmathomas SP (atual Kogan Amaro), Londres na Saatchi Gallery. Na Itália, Bienais de arte de Salerno, Firenze e Roma. No Brasil participou da mostra Desver a Arte na galeria Emmathomas SP (atual Kogan Amaro), da Feira Parte em SP, da Casa Cor SP com o arquiteto João Armentano e da ArtRio. Foi a única brasileira convidada a participar da exposição Pincel Oriental no Centro Cultural Correios junto a importantes pintores chineses e fez uma individual intitulada Extremos Líquidos, com curadoria de Marcus de Lontra Costa na Casa de Cultura Laura Alvim RJ. Em 2019 expôs no Museu dos Correios Brasília, na CasaCor Paraná e fez individual no Centro Cultural Correios com curadoria de Denise Mattar. Esta mostra contou com mais de cinquenta pinturas inéditas da artista além das digigrafias, das instalações e de vídeo performance, rendendo recorde de público ao Centro Cultural. Em 2020, devido a panemia, teve cancelamento de uma individual em SP e outra no MAM Bahia, assim como sua participação na SP Arte que também foi cancelada devido aos protocolos de segurança. Participou, entretanto da SP Arte viewing room – versão online da Feira Internacional. Fez parte também do projeto expositivo online Artsoul e de uma coletiva na galeria que a representa em Berlim em comemoração aos onze anos da galeria. Em 2020 participou também da ArtRio e da SP Foto. Tem dez obras de grande formato em ambientes recentes da arquiteta Patrícia Anastassiadis. Obras de Paula klien integram o acervo de dois importantes Museus. O MON ( Museu Oscar Niemeyer), abriga “O último retrato de Oscar Niemeyer” e o MACS (Museu de Arte contemporânea de Sorocaba), abriga “ZigZag” e “Para onde você for eu vou”.

Sua prévia experiência com equipamentos fotográficos ao longo de dez anos, foi um contraponto libertador para a jornada intuitiva. Enquanto fotografa, a artista participou de laboratório e de preparo profissional para intempéries da natureza com Steve McCurry. Foi agenciada pela ABÁmgt, realizando campanhas e editoriais de moda. Publicou dois livros de retratos, intitulados “Pessoas Me Interessam” e “It’s Raining Men”. Fez parte de outros, a convite. Esteve presente em Centros Culturais mostrando o trabalho em coletivas e algumas individuais como “Edible” e “Gatos&Sapatos”. Ganhou prêmios de fotografia na Itália. Membro da Abrafoto e representada no exterior pela Production Paradise, clicou um grande número de modelos e personalidades no Brasil e no exterior. É dela o último retrato de Oscar Niemeyer, em seu quarto, aos 104 anos, dias antes de falecer.

Desenho e pintura foram as primeiras manifestações da artista, que também trabalhou com dança, música e estudou Direito. Durante sua trajetória, fez cursos livres no Parque Lage, estudou história da arte com o professor Marcos Campos e em 2016 fez residência na escola de artes visuais KUNSTGUT de Berlim.

@casacorrio_oficial até 25 de abril, no Instituto Brando Barbosa (IBB), Jardim Botânico, Rio de Janeiro 

@adrianaestevesarquitetura