Quando o assunto é decoração, mais precisamente escolher tecidos, cores, móveis e resolver a ambientação das peças, André Piva conta, no seu escritório, com uma equipe especializada, coordenada pela designer Vanessa Borges. Jovem, antenada, Vanessa tem um currículo e tanto. Trabalhou por muitos anos com moda, na Lenny, e foi lá que, aos poucos, incentivada pela estilista, foi trocando de rumo. “Cheguei a ajudar na arrumação do apê da Carolina Ferraz, quando ela se mudou para o Rio, há 15 anos. A partir daí, os amigos foram me chamando, amigos de amigos… Não parei mais. Adoro esse universo”, conta.

Há exatos quatro anos, ela foi trabalhar com Piva e, hoje, não pensa duas vezes quando define o que representa uma relação saudável com os clientes. “Tento fazer com que os ambientes tenham o jeito, o estilo, enfim, a cara dos proprietários. Esse é um grande desafio, que exige muita convivência e psicologia”. E como é o estilo dela, da sua casa? “Ah, gosto de misturar algo de moderno com texturas quentes. Sou fã de combinar diferentes tecidos e dei muita força para o André começar a fazer uma linha de mobiliário e também de estampas com o Carlos Tufvesson. Lançamos uns pufes lindos. Esse desenvolvimento de coleções dá o maior prazer”, diz ela. E se tiver que eleger uma peça que não pode faltar na decoração, Vanessa não tem dúvidas: “Algo com história, com significado para quem vive ali”.