Segundo nota da coluna Gente Boa, “a obra atrasou e o Hotel Emiliano, que abriria em junho, na Atlântica, não vai ficar 100% pronto a tempo das Olimpíadas. Dos 98 quartos, só um terço deles estará operando até setembro. O hotel, de matriz paulistana, é o preferido de Gisele Bündchen e, apesar de ser em Copacabana, deve ter como principal concorrente o Fasano, em Ipanema”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Segundo Caderno/Gente Boa/10/06/16