De acordo com reportagem do Morar Bem, “no sótão, no subsolo, na varanda ou com destaque na sala. Enquanto a Lei Seca afasta dos barzinhos aqueles que gostam de um chopinho ou drinque no fim do dia, dentro das casas vão surgindo bares cada vez mais incrementados, que incentivam seus donos não só a ficarem em casa como a receberem convidados. Madeira e vidro são materiais quase onipresentes nesses projetos, que, além das garrafas, devem ter espaço para acomodar copos, apetrechos para o preparo de drinques e, claro, uma boa bancada com pia. — Também gosto muito de usar espelhos. Além de emprestar elegância ao projeto, eles ajudam a ampliar o ambiente e, ao replicar as garrafas, criam um efeito estético muito interessante — diz o arquiteto Paulo Gomes, que numa casa no Itanhangá usou madeira de demolição para fazer um bar rústico”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Morar Bem/ Reportagem: Karine Tavares/ 03/03/13