O site da Bamboo divulgou em matéria: “Alguns grandes mestres partem sem deixar discípulos. Não é o caso de Sergio Rodrigues. Por 20 anos, trabalhou e conviveu com o designer Fernando Mendes, cujo ateliê tem licença para produzir cerca de cinquenta peças de Sergio. Como não poderia deixar de ser, Fernando tem participado ativamente das homenagens ao ícone, falecido em Setembro, entre elas, a exposição Sergio Rodrigues e Fernando Mendes: Desenhos e Histórias, na TETUM de Belo Horizonte. O espaço da entrada da loja recém-inaugurada recebe não apenas os celebrados móveis criados por Sergio, mas também os croquis e histórias por trás deles. Interessante conhecer que a poltrona Benjamin, a última lançada, era considerada por seu criador uma síntese de todas as suas décadas de trabalho. Mais curioso ainda é descobrir que o nome é uma homenagem a seu neto mais novo, de 5 anos, que vivia pedindo um móvel para o avô – afinal, Nikolas, o irmão mais velho, já tinha o seu. Quem agora está chateado é o próprio Nikolas, que não vê mais graça em sua cadeira de jantar, em comparação com a gostosa poltrona Benjamin, em que se pode sentar e se esparramar, como bem gostava Sergio Rodrigues”. Leia mais no site.

Fonte: Bamboo/Reportagem: Maria Silvia Ferraz/01/12/14

http://bamboonet.com.br/posts/exposicao-em-belo-horizonte-revela-os-bastidores-da-producao-de-mobiliario-de-sergio-rodrigues-e-fernando-mendes