O caderno Rio trouxe em reportagem: “Retirados os tapumes, apenas algumas faixas laranjas ainda separam a Praia de Botafogo da mais nova obra de Oscar Niemeyer na cidade. Um torre de 19 andares, batizada com o nome do arquiteto, e um centro cultural, idealizados nos anos 50 para a Fundação Getúlio Vargas (FGV), entram na fase final de obras, atraindo olhares para as formas características do mestre. Integrando as duas novas construções e a antiga sede da FGV inaugurada em 1968, uma bela esplanada abre um respiro em meio à densa ocupação da área e convida a um passeio para admirar mais um pedaço da história escrita por Niemeyer. Orçada em cerca de R$ 140 milhões, a obra foi financiada pela Caixa Econômica Federal, que entrou com 85% dos recursos. Segundo Sérgio Quintella, vicepresidente da FGV, depois da inauguração em 19 de dezembro, aniversário da fundação, parte da torre será alugada para empresas e o recurso pagará o financiamento da Caixa. O restante será usado pela FGV, que já ocupa um prédio ao lado. Já o centro cultural será aberto em 2014.”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Rio/ Reportagem: Fabíola Gerbase/ 27/09/13