A revista Bamboo trouxe matéria sobre casa projetada por Sergio Rodrigues. Segundo a reportagem, “quando pediu a Sergio Rodrigues que fizesse o projeto de sua casa em Itaipava, na região serrana do Rio, o banqueiro Luis Antonio de Almeida Braga tinha apenas uma demanda: a casa, que viria a ser seu lugar de descanso nos fins de semana, precisaria congregar beleza e simplicidade. Hoje, 15 anos depois de o projeto ter sido construído, quando lhe perguntam sobre as virtudes da casa, o proprietário responde apenas: ‘beleza e simplicidade’. ‘Isso é verdade!’, orgulha-se Sergio Rodrigues. ‘É uma casa bela e simples. Consegui fazer exatamente o que ele queria e não sabia interpretar.’ O presidente do banco Icatu não tem de que discordar: ‘Eu e minha mulher, Luciana, sabíamos o queríamos. Eu conheço o Sergio e o trabalho dele há muitas décadas ele já tinha feito uma casa para a minha irmã’. Para o projeto, o arquiteto optou por usar o que ficou conhecido como SR2, sistema para criar casas pré-fabricadas em madeira. ‘Há um preconceito segundo o qual se entende a casa pré-fabricada como uma casinha de cachorro. Mas não. No meu sistema, a pré-fabricação é dos elementos que compõem a casa, não da casa em si’, explica Rodrigues. Aqui, o SR2 foi usado para uma casa de madeira de três andares. As medidas não são grandiosas – daí a simplicidade do projeto. A casa não tem mais de 400 m2 de área útil. A fachada está voltada para um lago, e, no mesmo terreno, estão a piscina, uma casinhola de apoio para ela e outra criada para abrigar o imenso painel (de 12 m) de Cícero Dias ‘Eu Vi o Mundo… Ele Começava no Recife’.” Leia mais no site da revista.

Fonte: Bamboo/ Reportagem: Audrey Furlaneto/ 28/11/12

http://bamboonet.com.br/posts/uma-casa-de-campo-com-projeto-de-sergio-rodrigues-rodeada-por-natureza-e-arte