A Revista publicou em reportagem: “Foram três viagens para a Europa, entre outubro de 2013 e maio de 2014, visitando países como Portugal, Espanha e Itália até encontrar um pouso para sossegar. Uma das incursões atravessou um inverno, pontuado por dias curtos e um frio de rachar. Enfim, em meados de 2014, a empresária Doris Sochaczewski, dona da charmosa loja com peças de decoração Coisas de Doris, e seu companheiro, o fotógrafo e designer Valentino Fialdini, deixaram o frenesi de São Paulo e se mudaram para a cidade de Todi, na Itália, em busca de uma melhor qualidade de vida. Tudo indica que conseguiram. Para chegar ao casarão de 210 metros quadrados com fachada de pedras, que no século passado abrigou um estábulo, a dupla gasta 15 minutos de carro. Do centro da cidade até lá são 12 quilômetros; três deles, de estrada de chão. No terreno de cinco mil metros quadrados, raposas, javalis e lebres habitam o universo lúdico almejado pelo casal. Dois gatos e um cachorro circulam livremente pelo interior da casa. Soma-se a este cenário a produção caseira de azeite, extraído das 84 oliveiras do “quintal”. — Fazemos azeite extravirgem biológico aqui. Custa muito mais do que comprar um bom azeite, mas o prazer de fazer o próprio não tem preço — brinca Doris. A reforma do novo lar, que ganhou o nome de Locanda di Doris, durou alguns meses. Paredes foram abaixo para dar lugar a uma espécie de loft de 140 metros que incorpora sala de jantar, cozinha, banheiro e adega. Dois quartos de hóspedes com entradas independentes, no primeiro andar, mais o quarto de Doris e Valentino e um estúdio, no segundo, contemplam a planta do imóvel”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Revista O Globo/Reportagem: Carolina Ribeiro/03/04/16