O caderno Ela informou em reportagem: “Na inauguração da galeria Duolhar, a ala jovenzinha que foi prestigiar os sócios Cristina Borges e Paulo Quinderé se surpreendeu com o endereço: o histórico Largo do Boticário. — Muitos nem tinham ouvido falar do lugar. Outros sabiam da existência, mas nunca tinham vindo aqui. Apesar de precisar de restauração, é lindíssimo, e já foi palco de um Casa Cor — relembra Cristina, cuja galeria ocupa on º 32, uma das únicas casas totalmente conservadas. Fanática por design e com fixação por madeira, a dupla juntou forças para mostrar seu trabalho e o de vários outros artistas brasileiros. Cristina foi sócia durante cinco anos da Novo Desenho, no MAM, e fundou a loja do MAR, mas gosta mesmo é de desenhar móveis e customizar peças, como as camas de Sergio Rodrigues, que ela reformou e logo vendeu. Paulo, hoteleiro por formação, montou hotéis no sul da Bahia (Corumbau e Fazenda São Francisco), e costuma ser intermediário no aluguel de apartamentos e casas de alto padrão para estrangeiros”.Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Ela/Reportagem: Suzete Aché/31/01/15