O caderno Rio divulgou em matéria: “As Casas Casadas, belo conjunto de seis unidades residenciais restaurado pela prefeitura em 2004 para se tornar um centro cultural com salas de cinema e de exposições, além de cafés e restaurantes, permanecem subutilizadas. Localizadas em Laranjeiras, na Rua Leite Leal, atualmente abrigam apenas a RioFilme e a Comissão Carioca de Promoção Cultural. A fachada do prédio está bem conservada, mas o aspecto é de abandono. Nos jardins, o mato está alto, e folhas secas amontoadas são vistas em vários pontos. Os moradores se preocupam com a deterioração do prédio e lamentam que o espaço, que conquistaram após mobilização da comunidade, esteja mal aproveitado. A partir de 2007, as Casas Casadas abrigaram o Espaço Rio Carioca, com café, bar, livraria, loja de CDs e palco para lançamentos musicais de DVDs e livros, que encerraram suas atividades aos poucos. — É uma pena, porque foi um grande investimento do poder público. Chegou a ser um ponto de encontro e de turismo. Isso entristece quem mora aqui. Tememos que volte a ficar abandonado — disse a consultora de marketing Vânia Carvalho, que mora na mesma rua. O conjunto em estilo neoclássico foi construído em 1883 pela família Leal e tombado em 1979 pela prefeitura, por se tratar de um exemplar de residência multifamiliar do século XIX, antecessor dos modernos edifícios. O imóvel ficou no mais completo abandono durante muitos anos. Até a sua demolição chegou a ser cogitada antes de a prefeitura tombá-lo e iniciar as obras de restauração, que custaram R$ 9 milhões em 2004”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Reportagem: Célia Costa/12/03/15