A coluna Em Casa divulgou em reportagem: “Quem, com mais de 30 anos, não se lembra da ‘ensolarada’ década de 80, quando tudo no mundo da moda ou da decoração carregava pelo menos uma pincelada de alguma cor forte? Para alegria dos saudosistas, a explosão de tons voltou — mas com certa parcimônia.  Amarelo-ovo, vermelho-paixão, verde-abacate e outros arroubos da palheta  fisgaram designers e arquitetos, que abusaram de recursos chamativos na edição deste ano da  Feira de Milão. Segundo a designer Michele de Sá Carvalho, profissionais do setor vinham, há algum tempo, tentando emplacar cores inusitadas em seus projetos, mas encontravam  um pouco de resistência por parte de clientes”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo; Serra/ Em Casa/ Reportagem: Natasha Mazzacaro/ 03/08/13