De acordo com nota do blog de Lu Lacerda, “Bebeto Chateaubriand, presidente do MAM do Rio, já começou a colocar em prática as propostas para tornar o design uma das áreas de interesse permanente do museu, além das artes plásticas. Nesta quinta-feira (20/11) tem sequência o festival de cinema inteiramente dedicado a documentários sobre design e designers, com raridades como “Helvetica”, de Gary Hustwit, e debate, às 19h45, com Washington Fajardo, presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, Leo Eyer e Chris Lima. O Conselho de Design do MAM, recém-formado e constituído por Túlio Mariante, Daniel Kraichete, Gabriel do Patrocínio e Joana Stallivieri Neves está animadíssimo: eles vão trazer para o Rio, em 2015, a Bienal Brasileira do Design Gráfico, que sempre aconteceu em São Paulo. “O design brasileiro teve berço no Rio e por problemas econômicos-financeiros migrou para São Paulo, mas é aqui que se concentram os melhores designers gráficos”, comenta Túlio, com indisfarçável orgulho bairrista. Também está sendo criada uma premiação para mobiliário de museus, entre outros projetos”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/18/11/14

http://lulacerda.ig.com.br/mam-do-rio-a-nova-casa-do-design-brasileiro/