A coluna Gente Boa trouxe em reportagem: “Pela primeira vez um curador de arte foi ‘escalado’ para trabalhar na Mostra Artefacto, evento anual de decoração, que começa no sábado. Dono de  antiquário no centro do Rio, o marchand Sergio Gonçalves escolheu obras para a galeria de arte, projetada por Ângela Barquete e Cristina Dornelles. ‘Usamos a decoração a favor da arte e não o contrário’, resume ele. Sergio pendurou na parede réplicas de Dalí, Portinari, Picasso, Beatriz Milhazes, Burle Marx e até uma rara sobretela de Frans Krajcberg, de 1959. Obra de arte também é a pintura do francês Benoit Gentil, que ocupa uma parede de sete metros do ‘living de praia’ da arquiteta Ana Lucia Jucá. Graças à técnica trompe-l’oeil (ilusão de ótica), ele simula uma biblioteca com direito a detalhes como os bibelôs nas estantes. Com truques de perspectiva, Gentil cria objetos que não existem realmente”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Segundo Caderno/ Gente Boa/ 21/03/13