O Morar Bem divulgou em matéria: “O que esperar do encontro de dois arquitetos mundialmente famosos, detentores do Pritzker, prêmio considerado o Nobel da economia? Muita polêmica. O brasileiro Paulo Mendes da Rocha e o português Eduardo Souto de Moura têm opiniões semelhantes e nada pacíficas: as cidades terão de ser redesenhadas, as casas diminuíram de tamanho por causa da especulação imobiliária e é impossível fazer habitação popular decente só com repasses de programas habitacionais. Além disso, dizem, a ecologia virou um negócio. O bate-papo da dupla com O GLOBO ocorreu há dez dias, em evento do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) do Distrito Federal, quando os dois apimentaram o debate sobre o ofício que exercem. Como vários profissionais dessa geração, os dois são modernistas influenciados pela histórica escola alemã de arte e design, a Bauhaus. Souto de Moura é conhecido por seu traço peculiar e sutil. Mendes da Rocha, por seus desenhos retos e extremamente sofisticados”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Morar Bem/Reportagem: Gabriela Valente/30/11/14