O caderno Zona Sul informou em matéria: “À primeira vista era uma casa velha e empoeirada, dessas que, de tão antigas e inabitadas, beiravam o esquecimento. Nas paredes descascadas, as marcas do tempo traçavam um retrato perfeito de anos de descuido e abandono. Mas era uma casa, afinal, grande, iluminada e ladeada por uma viela tranquila — tudo que Renato Byington procurava para chamar de “segundo lar”, ou, mais apropriadamente, a sede da sua empresa, responsável por projetos como o Rider Weekends e Vivo Open Air. Byington se encantou, achou o preço justo e logo se apressou para assinar os papéis e fechar o negócio. Histórias como a do empresário, que escolheu uma construção centenária no bairro de Botafogo para abrigar o seu escritório, são cada vez mais comuns. Só nesta reportagem de capa do GLOBO Zona Sul há outros três casos semelhantes. Além da D+ 3 Produções, de Byington, Musickeria, Aventura Entretenimento e LC Barreto são exemplos de empresas que funcionam em antigos casarões da Zona Sul”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Zona Sul/Reportagem: Amanda Prado/31/03/16