Segundo reportagem do Morar Bem, “quando garoto, Zanini de Zanine, um dos principais nomes do design contemporâneo de hoje no Brasil, sentia o cheiro da madeira, o barulho das peças sendo cortadas e era seduzido pela textura das peças fabricadas por seu pai, José Zanine Caldas, o mestre da madeira, que faleceu em 2001. Hoje, ele retribui esta memória com criações próprias de poltronas e bancos de madeira na exposição “Legado Zanine: o uso da madeira por José Zanine Caldas e Zanini de Zanine”, que vai até o dia 26, na Romanzza Design, no Recreio dos Bandeirantes”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Morar Bem/Reportagem: Raphaela Ribas/20/10/13