O site da Bamboo divulgou em matéria: “Em 1955, o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA) abrigou a exposição Latin American Architecture: since 1945. O momento era propício: a América Latina passava por mudanças marcantes em diversos sentidos, o modernismo local vivia um momento de efervescência e sua arquitetura era fortemente influenciada por essas condições. Exatos 60 anos depois, a instituição norte-americana retorna ao tema com Latin America in Construction: Architecture 1955 – 1980, mostra que reúne projetos arquitetônicos de mais de dez países, realizados durante um período de 25 anos. “Escolhemos o pós-1955 porque é um momento que recebe pouca atenção mas que foi muito rico em termos de invenções e reflexões arquitetônicas”, conta o curador-chefe de arquitetura e design do MoMA e responsável pela mostra, Barry Bergdoll. Ao todo, mais de 500 trabalhos originais integram a exibição, muitos deles nunca expostos em seu país de origem. São desenhos e projetos de nomes como Amancio Williams, Rogelio Salmona, Luis Barragán, Carlos Raúl Villanueva, Oscar Tenreiro, Frederick Cooper Llosa, Emilio Duhart, Mario Roberto Álvarez e Clorindo Testa, além de representantes brasileiros como Oscar Niemeyer, Lúcio Costa e Lina Bo Bardi”. Leia mais no site.

Fonte: Bamboo/Reportagem: Camila Régis/24/03/15

http://bamboonet.com.br/posts/dedicada-a-arquitetura-exposicao-panoramica-no-moma-apresenta-projetos-desenvolvidos-durante-periodo-de-mudancas-e-de-efervescencia-latino-americana