Na próxima terça-feira, dia 6, será inaugurada a 30ª academia BodyTech, assinada por Ana Lila Denton e Juarez Farias, no bairro Sudoeste, em Brasília. A dupla assina até 2013 mais 14 unidades do grupo em todo Brasil. Os sócios no escritório Farias & Denton responder algumas perguntas sobre o projeto:

 

R.D: Um dos grandes diferenciais desse projeto é a fachada? Quais são as características que fazem dela uma fachada típica de Brasília?

 

F.D: Pensamos em fazer algo especial para Brasília. Criamos uma trama metálica que contém elementos presentes na fachada do Palácio Alvorada. É uma homenagem à Brasília e ao genial trabalho de Niemeyer. Essa trama, ao contrário do Palácio Alvorada, que tem um “ritmo harmônico” na repetição de um elemento, tem uma dinâmica “inquieta”, que combina mais com uma academia. Uma massa horizontal branca no céu de Brasília. Essa trama, a partir dessa unidade, passou a ser um elemento de destaque nos novos projetos da Bodytech.

 

R.D: Além da fachada, que outro destaque vocês apontam nesse projeto?

 

F.D: A arquitetura interna segue nossa filosofia de espaços amplos e de integração visual das atividades. De qualquer ponto é possível sentir essa sinergia. Uma outra trama que desce do teto é um destaque no interior da academia, escondendo o acesso aos vestiários.

 

R.D: Há diferenças entre desenhar uma academia no Rio ou em Brasília? Quais são?

 

F.D: Há sempre algumas peculiaridades de cada cidade que interferem nas dimensões das salas de atividades e de alguns ambientes,  além de adequações a algum hábito local, como saunas mistas ou não, por exemplo. Há demandas diferentes de alguns equipamentos e serviços. É mais uma adequação do que propriamente uma diferença ao desenhar.