A coluna Design Rio trouxe em reportagem: “A carioca Manuela Seve, economista, e a paulista Renata Thomé, formada em comunicação e história da arte, mal se conheciam e moravam a léguas de distância: Manuela, no Rio, e Renata, em Nova York. Mas ambas, de 28 anos, compartilhavam a mesma vontade: ajudar a acelerar a carreira de artistas plásticos independentes. — Quando me formei, trabalhei na casa de leilões Christie’s e na Galeria David Zwirner, uma das maiores do mundo. E, naquela época, convivia muito com artistas supertalentosos que trabalhavam transportando arte para ter um ganha-pão e poder fazer arte nas horas vagas. Isso me incomodava muito — conta Renata. Filha e sobrinha de galeristas (seu pai ajudou a fundar a Galeria Ipanema e hoje é dono da Frederico Seve Gallery, em Nova York), Manuela se aproximou ainda mais da arte após uma experiência no mercado financeiro”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Design Rio/Reportagem: Simone Candida, Ludmilla de Lima e Natalia Boere/05/06/16