A coluna Em casa, por Marcia Müller, divulgou em nota: “Nos dias de hoje, forrar um pufe, poltrona, sofá ou parede em couro, além de elegante e resistente, pode também ser ecológico. O couro ecológico, vegetal ou sintético, tem mobilizado pessoas que procuram alternativas sustentáveis para sua casa. A técnica do couro vegetal é muito antiga e tem origem indígena. Os índios usavam a borracha das seringueiras da Amazônia. Atualmente, essa tecnologia se desenvolveu enormemente e o  couro vegetal, além de ter uma durabilidade incrível, apresenta lindas texturas. Uso muito o couro vegetal da loja Orlean, pois, além de lindos, são inteiramente vegetais e sustentáveis. Existem algumas empresas que utilizam a técnica da borracha por cima da pele bovina ou de peixes e até mesmo de rãs. Nesse caso, ele deixa de ver vegetal… E passa a ser nada ecológico. O verdadeiro couro vegetal é feito de tecido emborrachado, uma técnica de impermeabilização de tecido com uso de látex extraído da Amazônia. Além de ser lindo e igual ao couro de origem animal, ele tem a vantagem de preservar a floresta e ainda melhorar a vida dos seringueiros. Com o aumento da capacitação de pessoas com a técnica para a fabricação desse material, melhor a qualidade de vida dessas pessoas! Como é bom poder ajudar, fazendo a sua casa ficar linda!!! Mostro dois projetos meus em que usei  forrações em couro vegetal. O couro vegetal ou ecológico é considerado uma alternativa ao couro animal e vem fazendo a cabeça dos arquitetos, estilistas e designers no mundo todo. Resultado: casa linda, todos felizes e todos participando de um mundo melhor e mais justo”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/15/10/14

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-forracao-em-couro/