O Morar Bem divulgou em matéria: “Foram quatro anos de obras e uma grande mudança no meio do caminho até a abertura da Biblioteca Parque Estadual na última semana. É que um ano após iniciada a reforma no prédio da Avenida Presidente Vargas, decidiu-se incorporar ali alguns critérios de sustentabilidade que já vinham sendo empregados em obras como a do Museu da Imagem e do Som, em construção em Copacabana. As adaptações incluíram mudanças nos sistemas de ar condicionado, que se tornou mais eficiente, e de iluminação. Com isso, o prédio projetado originalmente por Glauco Campelo nos anos 1980 — que também acompanhou todo o retrofit realizado agora — vai economizar até 45% do consumo de água e 28% de energia elétrica e pode até ganhar o selo Leed na categoria Ouro, certificação concedida pelo Green Building Council Brasil (GBC)”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Morar Bem/06/04/14