O caderno Barra informou em matéria: “Mantido pelo paisagista Roberto Burle Marx para servir de espaço de realização de experiências botânicas, o sítio que leva seu nome, em Barra de Guaratiba, concentra hoje a maior parte do seu legado. — O sítio é a principal referência da vida e da obra de Roberto Burle Marx. Quando ele doou este espaço ao governo, em 1985, já existia a preocupação de que fossem feitos pesquisas e estudos de conservação da natureza aqui. Com sua morte, em 1994, o lugar se tornou uma instituição de memória com muitas atribuições, como mostrar a pessoa, o artista plástico e o cantor lírico que ele era. O Roberto passeou por todas as áreas da cultura, e temos que mostrar isso — analisa Claudia Storino, diretora do espaço”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Barra/Reportagem: Maíra Rubim/26/12/13