O caderno Zona Sul publicou em matéria: “Lançado há dois anos, o livro “Edifício Seabra”, que retrata a arquitetura eclética do prédio erguido em 1932 por imigrantes europeus na Praia do Flamengo, vem rendendo bons frutos à artista plástica e escritora Maria Araújo. Ela acaba de chegar de uma temporada cultural na Áustria e na França. Em Paris, recebeu da Société d’Encouragementau Progrés, no Senado francês, uma medalha por bons serviços prestados às artes, à cultura e à literatura. De volta ao Rio, ela recebeu, na segunda-feira, o título de embaixadora França-Brasil, da Divine Académie de Arte e Cultura, na Casa Julieta de Serpa, no Flamengo. Com o reconhecimento do seu trabalho, a artista já planeja novos voos e, pensando em futuros trabalhos, está voltada para o segmento da art déco”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Zona Sul/ Reportagem: Lívia Neder/ 21/11/13