A coluna Em Casa, por Márcia Muller, divulgou em nota: “O que nós, arquitetos, mais amamos é uma casa com vida própria. Uma casa vivida, usada e incrivelmente utilizada transforma qualquer projeto em um lindo projeto. Ao contrário do que um leigo pense sobre a casa moderna e do design puro, uma casa vivida pode ser super “clean”, ou seja, quase sem móveis, cheia de espaços vazios e contemplativos… Ainda assim, se for vivida, é muito mais interessante. Uma casa aconchegante e pessoal é totalmente utilizada. Um espaço vivido pode ser usado apenas com o seu olhar… Onde a vista alcança, está lá a sua marca . Por isso, o conceito do loft – aquele super espaço onde tudo acontece – não parece frio nem distante ao seu dono. A vista alcança todo o local. Agora, se existe um objeto que determina utilização e personalidade do dono da casa, este se chama livros. Uma casa com livros demostra vida! Nós arquitetos adoramos este item fixo da decoração à estante. Estante emoldurada dá função e, mais do que tudo, dá utilização. Quando ela é recheada de livros do dono da casa, batemos palmas de alegria! Aí está uma casa cheia de vida e com a cara do dono”. Leia mais no site.

Fonte: Lu Lacerda/07/04/15

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-livros-x-estantes/