O presidente pretende dar continuidade ao trabalho de Silvana Carminati que conseguiu inúmeras conquistas para o designer de interiores. O norte principal da ABD para os próximos três anos é “gerar ainda mais valor à profissão a partir do constante aprimoramento e especialização de seus associados, através de palestras, debates, congresso e cursos; lutar pela ampliação de mercado, dar continuidade ao fortalecimento da classe e abrir caminhos na valorização internacional do Design de Interiores brasileiro, além de fomentar a responsabilidade social na área”, detalha Marcelo, formado em Direito, com pós-graduação em Direito Empresarial. Em seu escritório de Design de Interiores atua há 25 anos nas áreas residencial, comercial e corporativa, no Brasil e nos EUA.

A expansão de regionais, segue em evidência nessa nova gestão. A ABD conta hoje com 12 Regionais e 4 Sub-regionais. Neste ano, serão abertas as Regionais de Sergipe e Mato Grosso, e serão estabelecidas Comissões de Trabalho em Pernambuco e Paraíba, consideradas “embriões” para possíveis futuras Regionais. “A atuação regional é imprescindível para fomentar e desenvolver o mercado profissional de Design de Interiores, pois somente com o conhecimento das especificidades de cada região podemos estabelecer ações efetivas para esse desenvolvimento e, estar ao lado de nosso associado, escutar e interagir é fundamental”, declara Marcelo.

No cenário internacional, a ABD está em constante interlocução com países da América do Sul e Europa. Como membro atuante da IFI – International Federation of Architects/Interior Designers, uma instituição que norteia os rumos do Design mundial e promove o intercâmbio entre os 38 países membros, a ABD acompanha também os profissionais da Ásia e Oceania. Em 2021 a ABD conquistou a inclusão automática dos vencedores dos prêmios “ABD Design Awards” e “Láurea Máxima” no Concurso Mundial da IFI, o “IFI Design Distinction Awards”.

Marcelo Mujalli também dará continuidade ao diálogo com as Associações e Conselhos contrários a Resolução 51, buscando uma solução harmônica e que venha a beneficiar a todos os envolvidos. Em relação ao CREA o trabalho também terá continuidade, pois apesar da conquista da inclusão dos Tecnólogos no Sistema Confea/CREA em todo o território nacional, será necessário buscar o mesmo tratamento para os Bacharéis.  

Outro desafio será a possível organização do CONAD, maior Congresso do segmento na América Latina, que com o tema “Passado, incentivo para o futuro”, propõe a inovação do pensamento dos Designers de Interiores, e não acontece presencialmente desde 2019. “O Design de Interiores é cultura, informação e constante desenvolvimento. O profissional que atua nessa área precisa dominar e conhecer as referências passadas e histórias que o compõe para construir, de forma consistente e estrutural, o design de interiores que impactará sobre as novas e futuras formas de viver, morar e trabalhar”, finaliza.

A posse foi realizada na primeira quinzena de janeiro, em cerimônia on-line – devido a pandemia do coronavírus, na sede nacional da Associação Brasileira de Designers de Interiores (ABD)

 

 Atualmente presidida por Marcelo Mujalli, a ABD é composta por um corpo de diretores e conselheiros voluntários atuantes no setor de Design de Interiores em todo o país.