O Globo Serra trouxe em reportagem: “Amplitude. Essa parece ser a palavra-chave quando se fala de mezaninos. Arquitetos ensinam que os andares intermediários fazem os ambientes aos quais dão acesso parecerem maiores. E valorizam uma característica especial de muitas casas: o pé-direito alto. — Para planejar um mezanino, é essencial que a residência seja bem alta. Num projeto, criei um  espaço aberto com um guarda-corpo de vidro — explica Renata Manso, que trabalhou em  parceria com a também arquiteta Amanda Lima. Nessa casa, a dupla realizou o desejo dos moradores,  um casal com um filho pequeno, de tornar a área um local adequado para a criança brincar. — Abusamos da transparência e da luz natural, e ficou aconchegante. O mezanino permite que o menino se divirta com segurança. Ele pode ser observado facilmente — explica Renata. Solicitados a criarem um  local de relaxamento, os arquitetos Pedro Gismondi e Guilherme Corrêa projetaram um  mezanino no acesso à suíte de um casal, numa outra casa. — No lugar, havia um telhado.  O espaço era inutilizado. Partimos da iluminação para criar o clima que pretendíamos. Luminárias decorativas deram o toque de sofisticação que buscávamos, completado com outras peças, como uma bela poltrona — explica Corrêa”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Serra/ Em Casa/ 10/08/13