Segundo nota da coluna Beira-mar, “acostumado a desenhar restaurantes estrelados e mansões de ricos e famosos (a última foi a do novelista João Emanuel Carneiro, na Serra), o arquiteto Miguel Pinto Guimarães está se aventurando agora pelo universo dos espetáculos. Em parceria com o iluminador Maneco Quinderé, ele criou a cenografia de três peças que estão em cartaz na cidade: O Submarino, com Marcius Melhem e Luciana Braga, E Foram Quase Felizes para Sempre, estrelada por Heloísa Périssé, e Novecentos, interpretada por Isio Ghelman. ‘Ganho muito mais dinheiro com os meus projetos convencionais, mas o desafio de fazer algo que ainda não domino me seduziu’, diz o novo cenógrafo, que, para dar conta de todas as tarefas, tem varado a madrugada nas coxias dos teatros”. Leia mais na Veja Rio.

Fonte: Veja Rio/ Beira-mar/ 24/07/13