O caderno Rio trouxe em seu Obituário: “Criador do móvel moderno no Brasil. Assim a enciclopédia Delta Larousse define Sergio Rodrigues. E não é exagero. O arquiteto e designer de móveis começou a brilhar no início dos anos 50, numa época em que o design primava pelo racionalismo da escola alemã Bauhaus e pela leveza de peças em linhas retas com pés palito. Sergio foi buscar em madeiras nativas, como o jacarandá e a peroba, a robustez de suas obras. Também incorporou outros materiais tipicamente nacionais, como o couro e a palhinha”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Obituário/02/09/14