O caderno Zona Sul trouxe em reportagem: “A segunda das três etapas da obra da nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS) acaba de chegar ao fim. Agora, o foco passa a ser as instalações hidráulicas e elétricas e o acabamento do prédio. A previsão é de que esse presente para Copacabana, ou melhor, para toda a população carioca e turistas, seja entregue no primeiro semestre do ano que vem. Hoje, quem passa pela praia já pode ver os traços do futuro museu, desenhados por Elizabeth Diller e Ricardo Scofidio, titulares do estúdio americano Diller Scofidio + Renfroque. — A arquitetura do prédio é inspirada no calçadão de Copacabana. É um trabalho sofisticado e heterogêneo — diz Ícaro Moreno, presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio. A importância do bairro foi fundamental na escolha da localização da nova sede do MIS. — A ideia foi recuperar o prestígio cultural dessa região tão maravilhosa — conta a secretária estadual de Cultura, Adriana Rattes. Com 9,8 mil metros quadrados de área total, divididos em sete pavimentos, o MIS, orçado em R$ 104,6 milhões, terá teatro, cinema, bar e boate, entre outras atrações. A Fundação Roberto Marinho é uma das realizadoras do projeto”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Zona Sul/Reportagem: Leonardo Aquino/03/07/14