Previsto para ser concluído em 2025, o empreendimento ocupará um terreno de 25 mil m2 que ficou três décadas abandonado, com uma fábrica desativada.

Projetado pelo arquiteto Flávio Bassan para a Mozak, em parceria com oito renomados escritórios de arquitetura do Rio (Studio Leandro Neve, Manga Rosa, Natália Lemos, Bianca da Hora, Escala, Duda Porto Aruitetura, PKB e Hana Lerner), o condomínio residencial Parque Sustentável da Gávea acaba de ser lançado oficialmente, contando ainda com projeto paisagístico assinado pelo Escritório de Paisagismo Burle Marx.

O mega empreendimento, que terá de estúdios a apartamentos com três quartos, ocupa um terreno de 25 mil m2 que ficou três décadas abandonado e abrigava uma fábrica desativada. “Quando fomos convidados para participar do projeto, ainda não tínhamos informações muito fechadas sobre o que seria, mas tínhamos certeza de que seria muito diferente de qualquer lançamento da Zona Sul”, conta o arquiteto Leandro Neves. “Cada bloco e projeto carrega o traço e as ideias de seus respectivos escritórios, mas juntos conseguimos uma linguagem muito alinhada, com fachadas dinâmicas que trazem a essência da boa arquitetura carioca”, acrescenta ele, que assina o bloco 1D (imagens 3D abaixo), que tem 39 apartamentos de plantas variadas, entre estúdios e unidades com quarto-e-sala, incluindo apartamentos tipo garden (imagens 3D abaixo).

Conheça o bloco 1D, projetado pelo Studio Leandro Neves

Acima, 3D da fachada do bloco 1 do Condominio Parque Sustentável Gávea. 

 

Acima, 3D da portaria do bloco 1 do Condominio Parque Sustentável Gávea. 

 

Acima, 3D do apartamento Garden, decorado , de quarto e sala  do  Parque Sustentável Gávea. 

 

Acima, 3D do apartamento Garden, decorado , de quarto e sala  do  Parque Sustentável Gávea. 

 

Acima, 3D do apartamento Garden, decorado , de quarto e sala  do  Parque Sustentável Gávea.