O caderno Ela trouxe em matéria: “Mudar a casa num piscar de olhos, sem pingos de tinta no chão, é possível? Pensou no papel de parede? Pois acertou. E eles estão cada dia mais tecnológicos, com texturas — como cimentado e enferrujado, entre outros efeitos — além de vantagens extras, caso dos vinílicos. O arquiteto André Piva é um adepto. Tem feito vários projetos com eles. — Eu tinha muita implicância com papel de parede. Mas os de hoje evoluíram muito, têm lindas padronagens e são de fácil manutenção. Uso para tudo, especialmente os que têm texturas. No quarto, ele dá uma boa aquecida e no lavabo uso sempre. Nas salas, como não gosto de parede colorida, prefirousar o papel — conta ele”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Ela/Reportagem: Suzete Aché/02/08/14