Segundo matéria do Morar Bem Online, “muitas cidades de renome têm um arquiteto que deixa em suas ruas uma marca particular. Assim como Gaudí se tornou um símbolo para Barcelona ou Calatrava da Valência mais moderna, Friedensreich Hundertwasser é o arquiteto ícone da Viena mais vanguardista. Hundertwasser, que nasceu em 1928, em Viena, como Friedrich Stowasser, morreu em 2000, naturalizado neozelandês. Suas áreas de conhecimento foram a pintura e a arquitetura, sendo de grande influência na arquitetura orgânica moderna, na qual substituiu a monotonia por variedade. Comprometido com o meio ambiente e com a busca harmoniosa de curvas, espirais e cores, rejeitava as linhas retas e os autoritarismos. Hundertwasser fundou uma corrente que ele próprio denominou de transautimatismo, uma espécie de surrealismo centrado na interpretação subjetiva do espectador. Embora suas obras estejam espalhadas por todo o mundo, é na Áustria, mais especificamente em Viena, que se concentra a maioria de seus trabalhos. Uma das características mais marcantes da obra vienense de Hundertwasseer, segundo artigo publicado pelo jornal espanhol El País, é a funcionalidade que dá a suas criações. Um exemplo disso é a Fernwärme Wien, uma usina térmica que usa lixo para produzir energia, muito utilizada na calefação de novos prédios. Sua inconfundível torre se destaca no nono distrito da cidade e pode ser visitada. A KunstHaus Wien, a Casa de Arte de Viena, é um museu cuja principal obra exposta é o próprio edificio. Além de uma exposição temática permanente dedicada ao próprio Hundertwasser, o público pode desfrutar de exposições temporárias de vários artistas”. Leia mais no Globo Online.

Fonte: Globo Online/ Morar Bem/ 19/08/13

http://oglobo.globo.com/imoveis/friedensreich-hundertwasser-arquiteto-que-deixou-sua-marca-em-viena-9605675