A exposição “Ressurgência” será aberta ao público, no dia 21 de maio, sexta-feira, a partir das 11h, no Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC), com um convite a dar a volta por cima e a respirar novos ares. O título é uma alusão ao fenômeno oceanográfico que ocorre quando ventos mudam de direção e fazem subir para a superfície águas mais frias, ricas em nutrientes.  Também conhecido como afloramento, o sinal da natureza pode inspirar a reinvenção e o desabrochar, na proposta expositiva do Entreartes – Coletivo de Arte, que reúne no MAC os fotógrafos Luiz Bhering, Pedro Vasquez e Renato Moreth, além do arquiteto Mario Costa Santos, responsável pelo projeto cenográfico do espaço.

As águas da Baía de Guanabara, abaixo do MAC, estão representadas na cenografia de Mario Costa Santos, através da projeção de imagens do mar no núcleo da exposição. A partir dali, o visitante visualiza as salas expositivas de cada artista, na dinâmica fotogênica do museu de Niemeyer. Arquiteto, Mario cursou História da Arte e Renascimento Italiano em Florença, foi antiquário e se dedica ao design, cenografia e iluminação cênica e residencial, além de eventos de decoração e arquitetura. Na mostra, apresenta o desenvolvimento criativo da linha de móveis Zanzar, que pensou para conectar a cultura artesanal, o tecnológico e o sustentável, respeitando nossas raízes, como fazia a mãe dele, a também arquiteta Janeta Costa. “É um orgulho expor em Niterói, onde vivemos e criamos”, diz ele, que hoje mora na Barra da Tijuca.   

São mais de 70 trabalhos expostos. Escritor e fotógrafo, Pedro Vasquez celebra, através de um conjunto de fotografias intitulado “Imagens do mundo flutuante”, a natureza contraditória do mar, que nunca se apresenta do mesmo jeito, ora amistoso, ora furioso. “Como se fosse o coração da Terra, que não cessa de bater”, diz ele.  Autor de 30 livros, Vasquez é formado em cinema pela Sorbonne, mestre em Ciência da Arte pela UFF e trabalha como editor na Rocco. Ele foi responsável pela criação do Instituto Nacional da Fotografia da Funarte e do Departamento de Fotografia, Vídeo e Novas Tecnologias do MAM do Rio.

Profissional que percorre o mundo capturando imagens, Renato Moreth enfatiza o lado retratista, nesta exposição, juntando rostos, pessoas e emoções. Agora, o andarilho Moreth torce pela volta dos humanos às ruas e aos circuitos de arte, “realimentados pela esperança”. Lá se vão mais de 40 anos desde que ele, que estudou engenharia e arquitetura, decidiu se dedicar a registrar “instantes decisivos”. Nas imagens clicadas, a expressão, o movimento e a emoção traduzem a eterna busca.

Já Luiz Bhering, formado em fotografia pela City Polytechnic School of Arts de Londres e tendo trabalhado para revistas da Espanha, onde viveu por oito anos, retorna com o mesmo olhar afetivo por Niterói.  Para a exposição, ele reuniu em 12 grandes fotos os ângulos variados do próprio MAC, obra de Oscar Niemeyer símbolo da cidade. Bhering apresenta o museu num merecido protagonismo, como a flor que se ergue na paisagem, projetada pelo arquiteto para ser vista por toda a orla.                                                                                              

Dedicada à memória do recém-falecido artista Cláudio Valério Teixeira, “Ressurgência” marca também a 11ª edição do Entreartes – Coletivo de Arte. O projeto, idealizado e produzido por Cacau Dias, está no terceiro ano de atuação, e, pela primeira vez, ocupa o MAC. O propósito é buscar sempre valorizar artistas locais que são referências nas áreas de atuação. 

Artistas da exposição “Ressurgência” no MAC. Entreartes – Coletivo de Arte

A mostra, que foi contemplada pelo edital de Incentivo Fiscal da Prefeitura de Niterói, estará aberta até 18 de julho, de terça a domingo, das 11h às 16h, seguindo normas de segurança sanitária. Os trabalhos dos artistas também podem ser conhecidos nas redes do MAC e do Entreartes na internet, onde estarão informações atualizadas da “Ressurgência”.

 

Serviço:

Exposição “Ressurgência”, com Entreartes – Coletivo de Arte

Curadoria: Ana Shieck

Artistas participantes: Luiz Bhering, Mario Costa Santos, Pedro Vasquez e Renato Moreth

Visitação: de 21 de maio a 18 de julho de 2021

Horário: das 11h às 16h

Local: MAC Niterói

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº, Boa Viagem, Niterói, RJ, telefones (21) 2620-2481 e 2722-1543.

Ingressos: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). Estudantes da rede pública, crianças até sete anos e moradores de Niterói não pagam. Às quartas-feiras, a entrada é gratuita para todos.

 

Bárbara Chataignier

Coordenadora de Imprensa

Secretaria Municipal das Culturas / Fundação de Arte de Niterói

Tel: (21) 99738-1243

E-mail: bchataignier@gmail.com