A coluna Design Rio trouxe em reportagem: “Entre casarões decadentes e (muitas) portas de comércio cerradas na Rua da Carioca, um conjunto de mais de cem anos com pintura nova e movimento intenso de operários parece remar contra a maré. O endereço, no número 62, virou até atração: pedestres e turistas a toda hora param na porta, espiam, perguntam “o que está acontecendo?”, e se espantam quando olham para o teto no interior do prédio, ocupado por uma enorme cúpula transparente, que, no passado, abria e fechava para o público do Cine Ideal. Ele foi o único cinema na América do Sul a funcionar ao ar livre à noite. Foi essa estrela do velho cinema que fisgou, no ano passado, um grupo de empresários que procurava por aquelas bandas do Centro um local novo para investir”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Design Rio/Reportagem: Simone Candida e Ludmilla de Lima/22/11/15