Quando entrar no ambiente de Paola Ribeiro, no Casa Cor, olhe para cima e repare que o teto é forrado de papel de parede estampado em preto e branco, criando um efeito bem surpreendente. E preste atenção no design da mesa de jantar, assinada por ela, com tampo de madeira maciça com 5 m de comprimento e base montada com estrutura pantográfica, em aço. “Em volta, misturei poltronas de veludo branco com cadeiras antigas nas cabeceiras, garimpadas no Arnaldo Danemberg. E coloquei ali três pendentes da loja de Lalla Bortolini, para marcar bem a nobreza do espaço”, revela Paola. Há arte por toda parte, de diferentes estilos, e a curadoria é da galeria Silvia Cintra. “Aproveitei o parquê que cobre o piso, belíssimo, e estou fazendo uma restauração bacana dos tacos. As paredes, desenhadas com as boiseries originais do imóvel, vão ganhar pintura e papel de parede nos requadros. O tapete, desenvolvido por mim, está sendo executado pela Avanti. Acho que vai ser uma sala de jantar com personalidade de sobra”, aponta ela.