A Paróquia São José da Lagoa é a primeira igreja do Brasil a gerar a sua própria energia, inaugurando nesse sábado, 10 de setembro, o sistema de geração solar com 56 painéis fotovoltaicos, instalados no telhado e responsáveis por uma geração de 1.700 kwh/mês, o equivalente a 40% do consumo local.
As placas fotovoltaicas já podem ser vistas do Cristo Redentor, no alto do Morro do Corcovado. Como a igreja pode ser vista de diversos pontos turísticos da cidade, o Padre Omar Raposo, pároco da São José, fez questão de pensar em um projeto que unisse sustentabilidade e design. “As placas foram instaladas no teto de nossa paróquia em formato de cruz. Além disso, tem um projeto de iluminação em Led. A ideia é que seja visto, também, durante a noite”, frisa o Padre Omar.

Batizado de “Igreja Solar”, o projeto, que contou com o apoio técnico de Furnas e foi elaborado pela Casaleve, prevê uma economia de cerca de R$ 20 mil por ano na conta de luz. A principal inspiração da iniciativa foi a “Encíclica Verde”, documento escrito em 2015 pelo Papa Francisco, que trata de questões socioambientais mundiais propondo, em linha gerais, que todos cuidem do planeta, buscando alternativas renováveis de energia.
O Padre Omar apostou na ideia de energia autossustentável influenciado pelo trabalho de conscientização realizado pelo Papa Francisco e afirma que outros padres já o procuraram para saber mais sobre a tecnologia: “Acredito que podemos influenciar outras paróquias a aderirem a esse projeto sustentável”.
Ainda neste ano, a paróquia realizará um workshop, em parceria com Furnas, para divulgação do projeto e dos conceitos de sustentabilidade para as arquidioceses de todo o Brasil. A Paróquia São José da Lagoa fica na Avenida Borges de Medeiros, 2.735, no bairro da Lagoa.