Em nota, a coluna Gente Boa publicou que “Márcio Roiter, presidente do Instituto Art Déco, conseguiu a adesão de três edifícios no Lido, região com maior conjunto do estilo no Rio, na sua campanha de retirada de passadeiras das portarias. São eles: Ribeiro de Carvalho (1928), Itahy (1932) e Brasil (1937). ‘As passadeiras escondem pisos e mosaicos preciosos’, diz. ‘Esses halls precisam ficar sem  mesas com flores de plástico e sofás. Chamo isso de síndrome da sala da vovó’.” Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Segundo Caderno/ Gente Boa/ 24/09/12